2019 sem procrastinação

Para evitar adiamentos em metas importantes como equilíbrio no consumo de bebidas, entenda os mecanismos do cérebro que favorecem a procrastinação e veja as dicas para usar esses mecanismos ao seu favor.

O ano começou e sua maior meta é não deixar a procrastinação te afetar? Se você é do tipo que deixa tudo para depois, não se preocupe: você não está sozinho e já existem técnicas para superar o hábito. Mecanismos cerebrais favorecem o adiamento excessivo de tarefas importantes e podem sabotar seu planejamento para conquistar os objetivos planejados para 2019. Por isso, aproveitamos a fase inicial desse novo ano para te ajudar a não cair nessa armadilha.

Em primeiro lugar, é preciso entender o que acontece no seu cérebro quando você decide deixar algo para depois. Piers Steel, autor do livro “The Procrastination Equation: How to Stop Putting Things Off and Start Getting Stuff Done” (A equação da procrastinação: como parar de colocar as coisas de lado e conseguir concluir as tarefas, em tradução livre), explicou os mecanismos que levam as pessoas a adiar suas tarefas.

Segundo ele, funciona assim: o sistema límbico é o principal motivador do cérebro. É ele quem controla as sensações de dor e prazer e assim te faz ter vontade ou não de cumprir alguma tarefa. Ele funciona a partir de emoções imediatas, ou seja, quanto maior a recompensa instantânea, maior será o entusiasmo para buscá-la. Já o córtex frontal tenta controlar o sistema límbico de forma a possibilitar um planejamento futuro. É nessa briga entre o sistema límbico e o córtex frontal que acabamos procrastinando em busca de alegrias súbitas no lugar de grandes vitórias.

O problema é que ao traçar suas metas de 2019, provavelmente você planejou conquistas que demandam tempo para serem alcançadas. Assim, adiar os passos dessa caminhada pode te dar algum prazer quando você substituir uma tarefa importante por algo que gosta de fazer, mas ao fim do ano é possível que você se frustre por não alcançar o que pretendia. E, claro, você não quer isso, certo? Então veja as dicas do próprio Peter Steel para passar 2019 sem procrastinar:

1- Transforme um objetivo em várias pequenas metas

Assim, a cada passo você poderá sentir algum prazer com a conquista e atender ao sistema límbico. Para ampliar os efeitos disso, crie um sistema de recompensas. Por exemplo: ao reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, você pode poupar o dinheiro para fazer uma atividade que gosta ou comprar algo que deseja há tempos. É uma ação que vale para manter o sistema límbico a pleno vapor em favor do seu objetivo final, beber com moderação ao longo de 2019.

2- Mantenha em mente o significado de cada passo

Busque sempre se lembrar do significado de cada vitória parcial para o objetivo final, dessa forma o córtex frontal também será atendido. E, ao mesmo tempo, quanto mais você se aproxima da meta final, mais percebe os ganhos do caminho e mais fácil fica de se manter motivado. Que tal escrever em um diário sobre cada conquista? Exemplo: ao maneirar nas bebidas alcoólicas, você se sentiu melhor no dia seguinte, economizou dinheiro e até se divertiu mais na hora do bate-papo. Anote tudo isso para fixar os benefícios na sua mente.

3- Crie obstáculos para a procrastinação

Se já consumiu bebidas alcoólicas no dia anterior, sugira um cinema no lugar do pub. Se as redes sociais te atrapalham, é melhor retirá-las do seu celular. Deixe o café ao seu lado para não se levantar enquanto termina de ler um livro. O importante é não se sabotar e deixar suas metas em segundo plano.

E a dica mais importante: comece. Por menor que pareça o primeiro passo, não o deixe para o dia seguinte. Aproveite os novos ventos do ano novo e inicie a caminhada para conquistar seus objetivos.

Fonte: com informações do livro “The Procrastination Equation: How to Stop Putting Things Off and Start Getting Stuff Done”

Posts Relacionados

Inscreva-se