Bebidas alcoólicas podem ser um bom remédio para a ansiedade?

Em baixas doses, elas podem ajudar no relaxamento da ansiedade, mas é preciso evitar os excessos

Uma prova, uma entrevista de emprego, uma decisão importante. Situações do cotidiano podem gerar ansiedade e há quem acredite que algumas doses de bebidas alcoólicas podem ajudar a reduzir o estresse nesses momentos. Especialistas admitem que a medida pode garantir certo relaxamento, mas aconselham cuidados com os excessos.

Uma das ações da bebida alcoólica no organismo é sobre o Ácido Gama-Aminobutírico (GABA), um neurotransmissor inibitório do Sistema Nervoso Central. É isso que gera a desejada sensação de relaxamento, que é uma das primeiras consequências do consumo das bebidas. O problema é que nas doses que se seguem às primeiras, outros sistemas do cérebro começam também a ser atingidos e os efeitos passam a ser sentidos, por exemplo, na respiração, no julgamento, na memória.

“Em pequenas doses, as bebidas alcoólicas são relaxantes, mas a partir de um ponto começam a atingir o sistema cognitivo e isso pode ser prejudicial, principalmente em dias que seriam decisivos para a pessoa”, explica o Valdir Campos. A grande dificuldade, segundo ele, é definir o limite entre esses dois momentos. “A tolerância é muito diferente em cada pessoa”, diz. Assim, ele recomenda no máximo uma dose para reduzir a ansiedade nesses momentos. O psiquiatra alerta, ainda, que pessoas com tendência ao abuso das bebidas alcoólicas não devem recorrer a essa estratégia.

E saiba porque consumo excessivo de bebidas alcoólicas não é uma solução para o estresse.

Posts Relacionados

Inscreva-se