Competitividade no trabalho: só se for sem excesso

Listamos cinco atitudes que vão te ajudar a deixar a competitividade no ambiente de trabalho mais leve

Sem excesso, a competitividade no ambiente de trabalho pode ser instigante. Sinônimo de um bom desafio, ela estimula os profissionais a superarem limites, buscarem aperfeiçoamento e produzirem mais e melhor, como revela pesquisa da consultoria global Page Personnel. Segundo o estudo, 90,3% dos participantes afirmaram que ser competitivo na medida certa faz bem aos colegas de equipe e à empresa.

O porém é que em meio a uma das maiores crises econômicas, o que se vê com mais frequência é o extremo oposto: sai a competitividade saudável e entra a rivalidade, o sentimento de ameaça, e comportamentos sabotadores gerados pelo medo de perder o emprego. Se você está vivendo esse tipo de situação no ambiente de trabalho, listamos cinco atitudes que vão te ajudar a não cometer certos excessos e assim colaborar para a construção de um clima mais amistoso e leve para todos.

 Evite expor os erros dos colegas

Fazer críticas ou apontar defeitos publicamente é um comportamento que gera constrangimento não apenas para quem é o alvo da reclamação, mas para toda equipe. Se a advertência for necessária, fale diretamente com a pessoa sem o envolvimento de terceiros.

 Não assuma para si o sucesso de um trabalho feito em equipe

Se vangloriar do êxito de um trabalho feito por um grupo de pessoas estimula a antipatia e o sentimento de injustiça por parte dos colegas. Se a chefia fizer elogios, lembre-se de ressaltar que o bom resultado só foi possível graças ao empenho de toda equipe.

 Não se isole

Se o clima de competitividade afetou o relacionamento com os colegas, se afastar não vai resolver o problema. O primeiro passo é entender que é natural fazer parte de uma equipe com pontos de vista diferente dos seus. A diversidade de posicionamentos pode ser positiva para ampliar o aprendizado, desde que você esteja disposto a dialogar e a respeitar as diferenças, sem tentar impor a sua opinião.

 Certifique-se de que não há ruídos na comunicação

A interpretação indevida de feedbacks é uma das principais origens de conflitos no ambiente de trabalho, sobretudo em um local competitivo. Expresse suas ideias, opiniões e posicionamentos da maneira mais clara possível e garanta que os colegas compreenderam a mensagem que você passou. Uma boa dica é recorrer à técnica “comunicação não violenta”, muito usada em grandes empresas.

 Seja solidário

Em ambientes ultracompetitivos alguns profissionais parecem sentir prazer com os erros e dificuldades alheias. Mas é importante saber que ajudar o outro é sempre um comportamento louvável e admirado pelas chefias. Se o colega não está seguro ao realizar uma tarefa, auxiliá-lo é uma maneira de gerar benefícios a ele, a você e a toda a equipe.

Fonte: com informações da ABRH Brasil e revista Você S/A

Posts Relacionados

Inscreva-se