Que tal fazer um detox digital e equilibrar sua vida on e offline?

As pesquisas mostram que os brasileiros estão cada vez mais dependentes do celular. Porém, para ter uma vida saudável, é importante usá-lo sem excesso

O show da banda está incrível e merece um stories; assim como o pôr do sol, a mesa de almoço do domingo, o drink do encontro com amigos. O comentário que acaba de virar meme pre-ci-sa ser compartilhado agora nos seus grupos do Whatsapp. O workshop de marketing foi bem legal e seus insights vão bombar no Face. Você considera as experiências do dia a dia bem mais interessantes quando estão na tela do celular? Desfez há muito tempo os limites entre sua vida on e offline? Saiba que você não está sozinho.

Uma pesquisa recém-divulgada pelo Instituto Statista revela que os brasileiros estão cada dia mais viciados em celular. Com a maior média de uso no mundo – 4 horas e 48 minutos – o país bateu os Estados Unidos, China, Espanha e Itália, que figuram no top 5 global. O uso do aparelho quase triplicou nos últimos quatro anos, o que vem preocupando as autoridades de saúde em todo mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, 46% da população diz não conseguir viver sem celular com acesso à internet.

A consequência do uso exagerado de smartphones é um crescente número de pessoas desenvolvendo distúrbios como impulsividade, insônia, ansiedade e depressão. Atentos a essa realidade, pesquisadores ligados ao departamento de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), desenvolveram o Instituto Delete, primeiro núcleo de estudos brasileiro especializado em uso consciente do celular.

Em entrevista à BBC, Eduardo Guedes, pesquisador do Instituto, chamou atenção para comportamentos prejudiciais como priorizar as atividades digitais em detrimento da vida offline ou deixar o virtual atrapalhar a vida real, relacionamentos ou produtividade no trabalho. O Instituto Delete presta serviços gratuitos com o objetivo de conscientizar sobre os males do uso dos aparelhos em excesso e, para certos casos, orienta que seja feito um “detox digital”.

Listamos 7 perguntas elaboradas pela equipe do instituto que podem te ajudar a refletir sobre os excessos no uso do aparelho:

Você sempre precisa levar o celular para sair?

Quando esquece o celular em casa, sempre volta para buscá-lo?

Você se sente ansioso ou angustiado quando percebe que vai ficar sem bateria?

Você se sente rejeitado quando ninguém te manda mensagem ou te liga?

Um dos prazeres do celular é poder ser encontrado a qualquer hora?

Você mantém o celular sempre por perto, inclusive nos momentos de lazer?

Na hora de dormir, o aparelho permanece ligado e perto de você?

Sua resposta foi “sim” para a maioria das perguntas? Isso pode indicar que você está usando o celular de forma exagerada. Acesse aqui o questionário completo para entender a importância do uso sem excesso.

Já usou demais os aparelhos e hoje consegue viver bem acessando moderadamente? Compartilhe sua experiência com a gente!

Fonte: com informações da BBC e Instituto Delete

Posts Relacionados

Inscreva-se