TPM: cuide-se durante o mês para não sofrer no final

Cada tipo de desconforto vivido no período da TPM, ou pré-menstrual, revela uma reação do seu organismo. E se você evitar excessos todos os dias, vai passar por esse período com mais tranquilidade.

Todo mês é a mesma coisa: os dias que antecedem a sua menstruação são marcados por cólicas, tristezas repentinas ou, em alguns casos, alta irritabilidade. Talvez esse não seja seu caso, que percebe esses sintomas da chamada TPM (Tensão Pré-Menstrual) muito fortes em um mês e praticamente inexistentes em outros. O motivo pode ser sua rotina ao longo de todo o seu ciclo menstrual. Mais do que tomar cuidados especiais quando os desconfortos aparecem, é importante ter um cotidiano sem excessos para evitar os problemas físicos e psíquicos clássicos da TPM.

Causada por variações hormonais drásticas que acontecem nesse período, a TPM pode ser amenizada a partir de vários hábitos saudáveis. Claro que cada organismo tem suas peculiaridades e o ideal é, aos poucos, prestar atenção em seu corpo e entender como ele reage a cada alimento ou a cada mudança de rotina. Às vezes, consultar profissionais de nutrição ou de educação física, além, claro, de ginecologistas, pode ajudar a encontrar a fórmula mais indicada para o dia a dia. De qualquer forma, algumas dicas gerais podem ajudar todas a passarem por esse período sem tanto desconforto.

Dicas para um mês mais equilibrado na TPM

A primeira sugestão é evitar o excesso de sódio. Um dos sintomas clássicos da TPM é o inchaço, acompanhado de dores nas mamas e às vezes inchaços nas extremidades, como mãos e pés. Isso é resultado de retenção de líquidos e, para evitar, nada melhor que reduzir o consumo de sal, rico em sódio, ao longo do mês. Também é importante se hidratar bebendo cerca de dois litros diários de água.

Para quem sofre mais com a ansiedade e a irritabilidade, o problema maior é a grande queda de estrogênio e maior liberação de adrenalina e cortisol, hormônios que contribuem para o estresse. Nesses casos, alimentos estimulantes, como café e refrigerantes, devem ser consumidos em pouca quantidade. Além disso, exercícios físicos regulares são essenciais porque ajudam a combater o estresse e a ansiedade.

Além disso, quem tem como principais sintomas comportamentos e sensações depressivas, como tristezas, alterações na autoestima e baixa concentração para atividades cotidianas, deve dar atenção especial às atividades físicas. Esses casos estão mais ligados à queda de neurotransmissor seratonina e exercitar-se ajuda a combater o problema. Também deve-se evitar o excesso de bebidas alcoólicas, especialmente nos dias da TPM, pois o exagero pode alterar os níveis de seratonina.

Seu caso é uma TPM que te faz ter alguma compulsão alimentar? Então, as alterações hormonais típicas do período provavelmente aumentam o prazer relacionado ao consumo de açúcar ou gordura. O mais recomendado nesses casos é a diminuição do tamanho das suas refeições, que devem ser feitas em maior número ao longo do dia.

Todas essas dicas devem ser seguidas diariamente porque o período da TPM não faz mais do que te entregar a conta dos excessos das semanas anteriores. Claro que se seu período menstrual está se aproximando e mesmo com todos esses cuidados você sentiu os efeitos, é preciso se cuidar ainda mais para amenizar os sintomas. Agora, se nada adianta no seu caso, procure um médico, faça exames e se cuide. Lembre-se: dor e desconfortos em excesso não são normais.

E você? O que sente nesse período? Tem alguma dica para amenizar os problemas? Compartilhe com a gente.

Fontes: Ministério da Saúde, do UOL Mulher e do programa Bem Estar (G1).

Posts Relacionados

Inscreva-se