Entenda os perigos de beber e dirigir

“A vida não aceita desculpas” é o tema da nova campanha de trânsito da cidade catarinense

No final de um dia cheio, nada melhor que encontrar os amigos em um happy hour. Um, dois, três copinhos e chegou a hora de ir para casa, pois estou dirigindo. Quantas vezes você já fez isso? Apesar de conhecer os perigos da mistura entre direção e álcool, muitas pessoas continuam arriscando suas vidas à frente do volante, como aponta pesquisa do Ministério da Saúde. Segundo a entidade, após um breve período de queda, o número de pessoas que dirige após consumir bebidas alcoólicas voltou a crescer no Brasil – Em 2013, com a criação da Lei Seca, 9,4% dos homens e 1,6% das mulheres admitiam dirigir alcoolizados. Hoje esse índice subiu para 12,9% (homens) e 2,5% (mulheres).

Atento aos riscos que esses índices representam, o Comitê Trânsito + Seguro, da prefeitura de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, lança a campanha “A vida não aceita desculpas”. Diversas peças publicitárias serão divulgadas, na primeira quinzena de julho, nos veículos de imprensa da cidade, como rádio e jornais, além das mídias sociais da prefeitura e outdoors.

De acordo com o diretor da campanha, Alexandre Geiger, imagens envolvendo automóveis batidos e desculpas comuns como “Eu dirijo melhor quando bebo” ou “meu carro é bem equipado e seguro” serão usadas nos anúncios. O objetivo, segundo ele, é mostrar que no trânsito, o principal item de segurança é o condutor e mesmo com a ingestão mínima de álcool, o motorista perde o reflexo e pode se envolver em acidentes. Para o publicitário, a massificação dessa informação pode levar as pessoas a uma mudança cultural.

Essa é a quarta campanha realizada pelo Comitê Trânsito + Seguro, que envolve integrantes da Polícia Militar, Polícia Civil, poder judiciário, entidades de ensino e diversos órgãos da Prefeitura de Jaraguá do Sul. Criado em novembro de 2016, o programa desenvolve ações permanentes de educação voltadas à redução de acidentes e mortes no trânsito.

O recado é o de sempre: bebida e direção não combinam! Em nossa web série #SemExcesso, o médico Maurício de Souza e Lully de Verdade explicam que, nesse caso, a tolerância é zero, já que qualquer dose alcoólica pode alterar os reflexos e diminuir a capacidade de resposta rápida em uma situação insperada.

Fonte: com informação da Prefeitura de Jaraguá do Sul e do portal JDV Online.

Posts Relacionados

Inscreva-se