Excesso de informação: como lidar?

A internet revolucionou a forma como lidamos com as informações e isso pode ser muito positivo. Se não soubermos evitar os excessos, porém, os benefícios podem se transformar em problemas. Veja nossas dicas para não se perder no meio de tanta informação.

A sensação é de que não há mais informação inacessível. Tudo que se deseja saber está logo ali, disponível no seu computador – ou em seu celular. Aliás, muito mais do que se deseja, ou se precisa, saber está logo ali. Difícil é filtrar o que disso tudo é, de fato, útil ou mesmo verdadeiro. A internet e o excesso de informações que ela tornou disponível está por trás de dois novos fenômenos da nossa sociedade: o “information overload” e a pós-verdade. Vamos te contar o que é isso, como lidar com os problemas e, principalmente, como usar as informações disponíveis ao seu favor.

Primeiro, a sobrecarga de informações que pode gerar angústias e até doenças como depressão é a chamada “information overload”. Algumas pessoas têm a sensação permanente de que estão desatualizadas e isso interfere em várias áreas das suas vidas, levando inclusive a quadros de alterações mentais. Outro problema que merece atenção é a “pós verdade”, ou seja, a influência de supostas notícias ou dados que têm pouca realidade, mas carga de apelo emocional suficiente para influenciar um grande número de pessoas.

É claro que ninguém quer se isolar do mundo ou voltar à era pré-internet. Mas é preciso aprender a lidar melhor com as novas fontes de informação. Por isso, listamos algumas dicas:

1-Planeje-se no uso do e-mail.

Se está cadastrado em uma lista de e-mail que gostaria, mas nunca tem tempo de ler, retire-se da lista. Ver as informações chegando e não poder acessá-las vai servir apenas para aumentar sua angustia. Separe horários do dia para ler e responder os e-mails importantes. Pode ser duas ou três vezes por dia. Nos intervalos, resista à tentação de voltar lá para ver alguma resposta ou de consultar alguma informação. Não se preocupe: não há mal nenhum em deixar de replicar algum questionamento imediatamente.

2-Regule o tempo de redes sociais

É sempre bom ver o que os seus amigos estão compartilhando ou como eles reagiram às suas postagens. Mas você não precisa estar conectado às suas redes sociais o dia inteiro para isso. Ficar atualizando as redes para ver as novidades não só vai te distrair de outras tarefas importantes como provavelmente não vai te acrescentar nada além de angústia, já que é possível que depois de um tempo as postagens dos seus amigos comecem a se repetir.

3-Eleja prioridades

Não há problema em dar uma geral nos trendings das redes sociais ou nas manchetes dos principais jornais. Quando o assunto for de grande interesse para você, porém, a dica é foco. Esqueça-se do resto, feche as outras abas do computador, ignore o whatsapp e concentre-se na leitura. Além de permitir melhor compreensão do assunto, será um ótimo treinamento para o seu cérebro.

4-Conheça as fontes da sua informação

Isso significa que você não pode acreditar em tudo que lê ou vê nas redes sociais. Se a informação for política ou econômica, por exemplo, se pergunte quais são os interesses por trás daquele dado, busque outras leituras para entender o que de fato aconteceu e, principalmente, não compartilhe nada que não tenha certeza que é verdade. Se for uma questão de saúde, busque sempre confirmar as informações com especialistas, não use o Google para criar receitas médicas para você ou qualquer outra pessoa.

5-Desconecte-se

Separe um tempo diário, nem que seja apenas uma hora, para não checar nenhuma rede social, não conferir se há novidades no celular nem entrar em nenhum portal da internet. Apenas desconecte-se e faça algo que te dê prazer fora das telas: pode ser dormir, ler, ouvir música, tocar algum instrumento, dar uma volta na praça, brincar com o seu cachorro. Enfim, qualquer coisa que te dê prazer e te lembre que existe vida fora da internet.

Fontes: com informações da Folha de São Paulo, El País, Portal G1.

Posts Relacionados

Inscreva-se