Reveja seus hábitos em frente aos filhos para evitar os excessos deles

Pesquisas indicam que a relação dos pais com as bebidas alcoólicas pode influenciar os hábitos dos filhos. Saiba como evitar que eles adquiram o hábito antes dos 18 anos.

 Você tem um relacionamento franco com o seu filho. Conversam sobre tudo e ele já entendeu direitinho porque não deve ingerir bebidas alcoólicas antes dos 18 anos. Ele já sabe que não é só uma questão de lei, mas também de saúde. Apesar de tudo isso, você descobriu que ele anda brindando com os amigos?  Profissionais do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (CISA) revisaram 131 estudos sobre o assunto e concluíram: a relação dos pais com bebidas alcoólicas pode influenciar nos hábitos dos filhos.

Segundo os responsáveis por essa revisão, se as bebidas alcoólicas estão sempre relacionadas aos momentos felizes vividos pelos pais, às confraternizações em casa e às histórias engraçadas da família, os filhos tendem a criar expectativas positivas sobre esse consumo. E isso aumenta as chances deles iniciarem o consumo antes da hora recomendada.

O assunto é preocupante, já que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais da metade dos estudantes do primeiro ano do ensino médio já experimentaram bebidas alcoólicas. Em entrevista sobre o mesmo assunto ao CISA, o presidente da ONG canadense Éducalcool, Hubert Sacy, dá algumas dicas de como os pais podem ajudar os filhos a fazerem escolhas melhores:

Comporte-se. Sacy reforça que não importa o que é dito aos filhos, se isso for contraditório com o comportamento dos pais, são as ações que serão copiadas, não os conselhos. Ou seja, beba com moderação e não tenha esse hábito como único hobbie para momentos de lazer;

Comuniquem-se. Converse com seu filho, explique as razões para adiar as festas com bebidas alcoólicas, escute suas demandas, entenda seus dilemas e exponha suas preocupações. Conversa franca aliada a um comportamento sadio frente a bebidas alcoólicas vai gerar bons frutos;

Controle. Ele alerta que é melhor que os filhos comecem a ingerir bebidas alcoólicas na presença dos pais, com orientações sobre quantidades e cuidados do que escondido com os amigos. Assim, Sacy aconselha a estar presente nas primeiras experiências do seu filho quando chegar o momento e ele completar 18 anos. É uma forma dos filhos aprenderem a beber sem excessos.

Então, vale a regra de sempre: manter-se longe dos exageros – especialmente quando estiver em frente aos seus filhos.

Fonte: com informações do CISA.

Posts Relacionados

Inscreva-se