Mitos e verdades sobre a amamentação

É errado amamentar várias vezes ao dia? É permitido consumir bebidas alcoólicas? Esclarecemos essas e outras dúvidas sobre o aleitamento materno.

Mais do que imensamente nutritivo, o leite materno é um alimento essencial para a saúde e o desenvolvimento do bebê; reduz infecções, fortalece o sistema imunológico, além de proteger as mães contra o câncer de mama. Isso não é bem uma novidade, mas recentemente o assunto veio à tona depois de uma polêmica nas redes sociais, envolvendo críticas aos benefícios do aleitamento materno e às mulheres que amamentam em espaços públicos.

O debate foi importante tanto para esclarecer as vantagens da amamentação dentro e fora de casa – prática defendida pelas autoridades de saúde – como para dar espaço ao compartilhamento de dificuldades e dúvidas das mães sobre o aleitamento. Para não ficar de fora do debate, listamos mitos e verdades sobre o leite materno e excessos que devem ser evitados. Confira.

É proibido ingerir bebidas alcoólicas no período da amamentação. MENTIRA
Diversas pesquisas comprovam que as bebidas alcoólicas interferem nos hormônios prolactina e ocitocina, responsáveis pela produção do leite. Por esse motivo, as autoridades de saúde recomendam não ultrapassar uma dose de bebida alcoólica diária. O ideal é amamentar antes de ingerir o álcool ou dar um intervalo de pelo menos duas horas antes da amamentação.

Amamentar muitas vezes ao dia, sem hora certa, é prejudicial. MENTIRA
Criar horários regulares para a amamentação só é recomendado quando o bebê é prematuro, não chora quando está com fome ou mostra dificuldades para mamar. O ideal é dar de mamar todas as vezes que a criança pedir e pelo tempo que for necessário, ou seja, ela só termina quando o bebê soltar espontaneamente o seio.

O bebê deve se alimentar só de leite materno por seis meses. VERDADE
Sucos, frutas e papinhas são aconselháveis após os seis meses de vida da criança, como defende a Organização Mundial da Saúde (OMS). Caso o leite da mãe seja insuficiente, somente o pediatra deve indicar o alimento adequado para suplementar a alimentação do bebê.

Chás e água em excesso ajudam a aumentar a produção de leite. MENTIRA
Não há comprovação científica da eficácia de qualquer bebida ou alimento que aumente a produção de leite. Segundo a presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Elsa Giugliani, não é recomendado tomar água ou qualquer outro líquido em excesso, somente o suficiente para saciar a sede.

Quanto mais o bebê mama, mais leite é produzido. VERDADE
A produção de leite está relacionada ao esvaziamento da mama. Se houver algum fator que dificulte esse processo, o organismo entende que não é necessário produzir mais leite.

É saudável que outras mulheres amamentem o bebê. MENTIRA
Autoridades de saúde aconselham somente a própria mãe a amamentar seu filho. Caso contrário, há maior possibilidade de transmitir doenças infecciosas, tanto para a mãe quanto para o bebê. Essa prática só pode ocorrer em casos excepcionais.

Esclareceu suas dúvidas sobre amamentação? Se tiver mais perguntas, é só enviar para a gente!

Fontes: Organização Mundial da Saúde (OMS) e Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)

Posts Relacionados

Inscreva-se