Mulheres, excessos e diabetes

Pesquisa mostra que exagerar no consumo de bebidas alcoólicas aumenta as chances delas de desenvolver a doença

 Mulheres conquistam cada vez mais espaço no mundo – em casa, no trabalho, no bar. E para continuar assim é importante que elas conheçam seu corpo e seus limites. Neste espaço, falamos muito sobre vida “sem excessos”, mas é hora de lembrar que o ponto de equilíbrio é diferente para cada organismo. Estudo publicado recentemente mostra que mulheres que exageram no consumo de bebidas alcoólicas têm mais chances que os homens com o mesmo hábito de desenvolverem diabetes depois dos 40 anos de idade.

Já mostramos que o ganho de autonomia delas as tem levado a hábitos cada vez mais parecidos com os masculinos quando o assunto é bebidas alcoólicas, mas precisamos reforçar: atenção à quantidade. Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Umeå, na Suécia, a pesquisa acompanhou 897 pessoas desde os 16 anos até os 43. Medições de glicemia e entrevistas sobre hábitos foram realizados aos 16, 18, 21, 30 e 43 anos de idade. A conclusão é de que o alto consumo de bebidas alcoólicas entre mulheres estava ligado a uma maior quantidade de açúcar no sangue após a quarta década de vida. E isso é um indicativo de diabetes.

O problema é só mais um a ser adicionado à lista de doenças que o abuso feminino de bebidas pode causar, como já mostrado aqui. Não é à toa, portanto, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) determina limites diferentes para a ingestão de bebidas alcoólicas para homens e mulheres. Nossa dica é: fique atenta e não ultrapasse as doses recomendadas. O mundo precisa de mulheres fortes para lutarem por mais espaço, mais igualdade e mais justiça.

 

Fonte: com informações da Revista Saúde.

Posts Relacionados

Inscreva-se