Natal em família: não se exceda nos diálogos

O período de festas em muitas casas é marcado por alguns conflitos com os parentes. É esse seu caso? Então veja nossas dicas para virar esse jogo, aproveitar a companhia de todos e, quem sabe, fazer novos amigos no Natal.

Muita gente por aí está comemorando a proximidade das festas de fim de ano, mas outros não gostam tanto das celebrações natalinas. Para os que torcem o nariz para as comemorações, um dos maiores problemas costuma ser a dificuldade de relacionamento com alguns dos parentes que aparecem nessa época do ano. Você vive esse problema? Calma, não precisa fugir do evento familiar, se procurar relaxar e evitar alguns excessos, pode até descobrir porque algumas pessoas gostam tanto do período.

A primeira dica é acalme-se. Não deixe que os diálogos que te irritaram nos anos anteriores tomem conta dos preparativos de 2018. Mude o foco. Pense nas pessoas que mais gosta da família e que estarão juntas nesse momento, o que muitas vezes é raro com a correria do dia a dia. Quem sabe não usa essas semanas até o evento para comprar lembrancinhas para todas essas pessoas queridas? Não precisa gastar muito, o importante é que seja algo que transmita seu agradecimento por ela ter feito parte do seu ano ou seu pedido para que ela esteja presente nos doze meses seguintes.

Você é do tipo que se empolga nas compras? Então cuidado hein? Nada de exagerar e gastar mais do que tem nesses presentes. A pesquisa Excesso dos Brasileiros, que conversou com mil pessoas entre 18 e 24 anos, revelou que 24% dos jovens acreditam cometer excessos quando o assunto é consumo e nós sabemos que o período natalino é perigoso para quem tem essa tendência. Então, antes de sair para comprar um agrado para os que você ama, veja as nossas dicas para não perder o controle aqui.

Ok, agora você já relaxou e está preparado para a festa. Se quer levar boas lembranças desta vez, veja mais algumas dicas:

Quem é você?

Se sua família é daquelas que tem pessoas morando em diversas cidades e vocês não se encontram muito, é bem provável que tenha um primo ou uma prima que não conhece tão bem. Quem sabe você não usa o natal para mudar isso? No lugar de ficar sempre ao lado dos seus irmãos e de outras pessoas que vê o ano inteiro, tente conhecer esses parentes distantes. Você pode se surpreender e começar ali uma boa amizade. E, de quebra, não dá margem para aquele outro primo, ou talvez um tio, com quem você já sabe que não se entende assim tão bem.

E de que você gosta?

Não sabe como começar essa nova amizade? A dica é simples: inicie com uma pergunta simples. Assim, você dá à pessoa a oportunidade de mostrar seu lado mais interessante. Fale sobre amenidades, descubra gostos em comum. E, na medida em que a conversa avançar, mostre que você também é interessante, conte coisas que te orgulham. Mas cuidado para não passar dos limites e querer ser o único centro das atenções: um bom diálogo é aquele no qual ambos têm oportunidades para se mostrarem.

É pavê!

Quase todo mundo tem na família um tio para fazer a piada do pavê no natal: é ‘pavê’ ou ‘pra comer’? E tem aquele outro para fazer as perguntas de sempre: ‘e o namorado’? Também é difícil faltar aquele que, na falta do que dizer, manda um ‘como você está bonito(a)!’. Como reagir nessas situações que, de tão repetitivas, já te cansaram? Com bom humor! Já comece a pensar em piadas bem sem graça para contar logo na sequência da anedota do pavê, por exemplo. As chances de todos terminarem rindo da sequência de péssimas piadas são grandes e você vai notar que uma boa conversa fiada também pode ser divertida. Só tem um excesso a se evitar nesses casos: a ironia. Cuidado para não ofender ninguém tentando ser engraçadinho, hein?

Respire

Chegou aquele temido momento em que você se vê encurralado conversando sobre algo sério e polêmico, seja política ou religião, com alguém que tem opiniões completamente diferentes de você. Então, a primeira coisa a se fazer é tentar controlar suas paixões para não se empolgar demais e, assim, elevar a voz. Às vezes, no calor da conversa, acabamos com um tom agressivo que nos faz parecer nervosos – e é comum que a gente nem esteja de fato alterado. Então, tente controlar o ritmo e o tom da sua voz.

Papo reto

Com o tom e o ritmo da conversa sob controle, procure colocar suas opiniões sem deixar de ouvir o que o outro tem a dizer. Aqui damos boas dicas sobre como fazer isso com técnicas da comunicação não violenta. Lembre-se: seu objetivo não é convencer o outro, mas sim entendê-lo. Se os dois agirem assim, será mais fácil ter um diálogo onde há discordâncias sem estragar o natal. Caso o outro não conheça essas dicas e comece a te ofender, diga isso a ele calmamente e peça que ele se acalme. Se não der certo, peça licença e vá conversar com aquele seu novo amigo que sugerimos no início do texto!

Brinde

Nada melhor do que se lembrar de tudo que 2018 te trouxe de bom. Ou de todos os obstáculos que venceu. Ou, quem sabe, deixar para trás o que não foi bom e começar a fazer planos para 2019. Escolha sua bebida favorita para isso. Se você gostar de preparar seus drinks, faça algumas doses a mais para que seu mais novo amigo experimente. Deseje coisas boas a todos ao seu redor. E, claro, mantenha em mente que esse é um momento festivo e, para ser bem aproveitado, não pode ter excesso nas bebidas alcoólicas, né? Mantenha-se sempre dentro dos limites. Afinal, se você seguiu todas as nossas dicas e esse foi o primeiro natal em que não brigou com ninguém, vai querer se lembrar dele com um sorriso no rosto, certo?

E Feliz Natal!

Fontes: Portal Universia e Portal Terra.

Posts Relacionados

Inscreva-se