Queda de cabelo em excesso: saiba como cuidar

Entenda as possíveis causas do problema e veja dicas que podem te ajudar

Você evita banhos superquentes, não abusa de gorros e bonés, já experimentou vários shampoos antiqueda, mas nada adiantou. É cabelo na roupa, no chão do banheiro, no travesseiro, isso sem falar da escova sempre repleta de fios. Mas como saber se a queda é normal ou se é um problema de saúde? Em excesso, a queda de cabelo pode significar vários problemas que precisam de atenção.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é comum que as pessoas percam de 100 a 120 fios por dia, porque o cabelo tem três fases: a anágena, que é o crescimento e dura de três a cinco anos; a catagena, quando os fios param de crescer, permanecendo por três semanas; e a telógena, momento que os cabelos caem.

De acordo com a SBD, se a queda for maior que a indicada, é importante consultar um dermatologista, pois o problema pode ter várias causas, incluindo fatores internos (deficiências vitamínicas ou descontrole hormonal) e fatores externos (processos químicos ou hábitos que estimulam a perda excessiva de fios). Seguindo orientações da entidade, listamos algumas dicas que podem te ajudar a manter a saúde do cabelo e evitar queda em excesso.

Não consuma bebidas alcoólicas em excesso. Pesquisa da Universidade de Western Reserve (EUA) afirma que a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas pode provocar aumento da queda de cabelos, pois atrapalha a absorção de nutrientes pelo organismo, além de acelerar a desidratação. Vale aqui seguir as recomendações da OMS

Invista em alimentos variados. Dietas muito restritivas podem enfraquecer os fios e provocar mais queda. O ideal é variar o cardápio e incluir carnes, vegetais e cereais ricos em ferro, vitaminas A e E, proteína e zinco como espinafre, cenoura, carne magra, ovos, aveia e nozes.

 Evite dormir com cabelo molhado. Se esse comportamento é um hábito, melhor mudar logo. Dormir sempre com os cabelos molhados faz com que o couro cabeludo retenha mais água e favoreça a proliferação de fungos e bactérias

Combata o estresse. Se você notou excesso de ansiedade, cansaço e irritação, procure combater as causas desse problema. Em grande frequência, o estresse provoca alterações hormonais que prejudicam a saúde do cabelo e aceleram a sua queda.

Cuidado com a química. Alisamentos e tinturas frequentes também contribuem para o enfraquecimento e queda dos fios. É importante obedecer o intervalo recomendado para realizar os procedimentos e hidratar os cabelos semanalmente com produtos ricos em queratina e aminoácidos.

Lave os cabelos com frequência. O excesso de oleosidade no couro cabeludo estimula o aparecimento de fungos, descamação e coceiras que aceleram a queda. Por isso é importante lavar o cabelo com regularidade e mantê-los bem limpos.

Cuide bem do seu sono. Pesquisa da Escola de Medicina Charité, na Alemanha, associa a insônia a problemas dos folículos pilosos. Quem dorme pouco produz menos melatonina, hormônio produzido durante a noite que ajuda na manutenção da saúde dos fios. Para o bem dos cabelos e da saúde em geral, é ideal dormir de sete a oito horas por dia.

E você? Já teve problema com queda de cabelos? Divida com a gente mais dicas para lidar com a questão.

Posts Relacionados

Inscreva-se